• 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Artigos sobre Webdesign e optimização de sites

Google altera apresentação de resultados de pesquisa

Por volta de meados de Fevereiro de 2016 os mais atentos utilizadores das pesquisas do Google começaram a notar que, em algumas pesquisas e para diferentes países, a coluna direita do resultado das pesquisas tinha desaparecido.

Aos poucos esta tendência foi-se generalizando e por volta do final do mês ou início de Março esta apresentação era já uma realidade.
A apresentação dos anúncios AdWords na coluna direita desapareceram, o número de anúncios no topo passou para quatro e estes passaram a mostrar uma proeminência maior e passaram a ser mais semelhantes aos resultados orgânicos.

Alteração da apresentação das pesquisas google

Como é hábito a Google não disse nada sobre o que estava a testar e deixou a cargo das especulações dos atentos analistas externos qualquer explicação.

Olhando agora para os resultados de uma pesquisa no Google num ecran desktop fica-se com uma impressão de "ecran a mais". Em contrapartida os resultados da pesquisa em mobile conseguem agora mostrar todo o conteúdo apresentado em desktop. Se todos os sites resolvessem optimizar para mobile da mesma forma ia sobrar muito ecran por aí...

Quem ganha e quem perde com estas mudanças?

A ideia que fica, de imediato, é que o grande ganhador é... o Google. Claro!
Aparentemente poderá parecer que o Google ficou a perder, uma vez que deixou de apresentar todos os anúncios  que anteriormente mostrava na coluna direita. Mas é fácil de perceber que se assim fosse não teria havido esta mudança.
Os ganhos são fáceis de perceber. As pessoas já tinham percebido que resultados orgânicos eram mais "verdadeiros" e os anúncios da coluna direita já não convertiam tanto como inicialmente. Por outro lado, apresentando 4 anúncios no topo do corpo central, onde são apresentados os resultados orgânicos, mais 3 no fim da listagem e tendo sido estes anúncios reformulados no seu aspecto para se parecerem mais com os resultados orgânicos, torna o incentivo ao click neste resultados mais natural e instintivo. Acresce ainda - e é fácil de perceber - que, segundo as leis da oferta e da procura, os anúncios agora disponíveis serão mais caros e em mercados de elevada concorrência podem gerar valores bastante interessantes...

Google altera apresentação das pesquisas


Por consequência, quem fica a perder são todos os sites que não querem ou não têm orçamento para investir em  publicidade no AdWords e que apostam no trabalho de boa construção e optimização dos seus sites com o objectivo de aparecerem bem colocados nas listagens orgânicas das pesquisas do Google.
Olhando para uma página de resultados de uma pesquisa percebe-se imediatamente porquê.
As primeiras 4 posições estão ocupadas com anúncios pagos que, só por si, ocupam mais de metade do espaço disponível. Portanto o primeiro resultado orgânico é já a última posição ainda visível do seu ecran antes de fazer scroll. De notar que isto depende muito do espaço ocupado por eventuais barras de ferramentas existentes no cabeçalho do browser.
Portanto, a primeira listagem orgânica pode nem sequer aparecer na primeira parte visível do browser do utilizador. E não aparece de certeza se a pesquisa incluir uma localidade. Nesse caso o utilizador verá os 4 anúncios, em seguida verá as 3 posições da listagem local e só depois disto tudo, já fazendo scroll vertical, é que conseguirá ver as listagens orgânicas.
Quase de certeza já muitos clicks foram dados antes de chegar aos sites da listagem orgânica...

Concluindo: Com tanta concorrência a vida dos sites que lutam por visibilidade nas pesquisas orgânicas do Google não ficou mais fácil, pelo contrário. Todo o espaço entre o topo da listagem e o seu site é um campo potencial de cativação de cliques que representam perda para o seu site.
Portanto, é cada vez mais importante que o seu site apareça o mais próximo possível do topo da listagem de resultado da pesquisa.
Para conseguir isso só tem duas opções. Ou anuncia o seu site através do AdWords ou faz um esforço constante para optimizar o seu site de modo a que ele apareça o mais próximo possível do topo da listagem orgânica de uma forma mais consistente e sólida.

 

Mercado do Turismo

Também para as empresas de turismo a NOVAimagem tem soluções que lhes permitem angariar clientes estrangeiros. Através de um Directório de Negócios do Algarve e de outros sites de grande tráfego, em inglês, holandês e alemão, temos conseguido dar projecção a alguns dos nossos clientes operando na área do turismo.

Notícias